junho 15, 2014

Um talvez em nossos corações


Pela janela eu vi todo mundo acordar. Era cedo demais e eu era a única olhando pela janela. Vendo o sol nascer devagarzinho. Sem pressa de entender tudo.

Eu queria tá vendo um filme. Discutindo sobre as notícias. Correndo pelo parque. Queria tá planejando bobagens. Fazendo listas que serão cumpridas pela metade. Queria ter certeza sobre um monte de coisa. 

Certeza de quando seus olhos castanhos estão grudados nos meus, eu tô caindo mais uma vez. Tô esquecendo do que disse a mim mesma noite passada. E pensar que talvez, um talvez possa existir no meu coração. E talvez, um talvez no seu. 

Quando a ilusão se desfaz, eu volto ao normal. Mas tá sendo difícil voltar. Porque tenho me perdido no caminho de volta, pensando no que tudo isso quer dizer. E por um único momento, eu só queria saber o que tá passando pela sua cabeça. 

Eu fiz promessas a mim mesma, mas que não estão dando certo. O coração tá agitado demais pra ouvir meus conselhos. Eu já tentei acalma-lo.

Eu li um livro e comi um sanduíche. Escrevi. Eu fiz mais listas. Ouvi músicas, e trocava as que me traziam as dúvidas de volta. Eu olhei o celular de cinco em cinco minutos, e logo pensei que estava louca. Eu lembrei de algumas coisas e ri sozinha. Eu tentei dormir, mas pela primeira vez, tava agitada demais pra dormir. Cantei minhas músicas preferidas. Pensei nos motivos de dizer sim e nos motivos de dizer não pra isso tudo. Convenci a mim mesma de escolher não, mas mudei de ideia depois. Eu planejei mais coisas, dessa vez em relação a viagem, que é amanha. Eu comecei a assistir um filme mas não terminei. Deitei na cama e me dei a possibilidade de pensar em tudo, só uma vezinha e pronto. 

Vi que só tenho promessas mal feitas e listas incompletas pra lhe dar. Tenho dúvidas pra você tentar me convencer e meu medo pra você tentar combater. Sou complicada demais até pra mim. 

Conclui que ia ser fácil esquecer. Que na verdade, eu só tava criando coisa na minha cabeça, mais uma vez.

Aí sua mensagem chegou no meu celular. 

8 comentários / COMENTE TAMBÉM

  1. Amei o texto Maggie. Cada linha bem colocada, cada trechinho.

    Lovely Dream

    x.x.x.x

    ResponderExcluir
  2. ~sofrendo com o texto~Você escreve muito bem, chuchu! Beijocas e amei o post
    www.sabiapoetisa.com

    ResponderExcluir
  3. CARACA. Voce é muito talentosa que inveja. Texto super magnifico quando escrever um livro, vou compra-lo pode apostar! Perfeito!
    Beijos e parabéns!

    http://doces-leitoras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haaahahahha. Sonho em publicar um livro, quem sabe algum dia não consigo. Já tenho até a história.

      Excluir
  4. Gosto muito do seu blog e até falei dele lá no meu blog novo. Espero que goste, beijos.


    http://pensamentosde17.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu! Adorei :parecer no seu blog, obrigado mesmo c:

      Excluir