julho 15, 2014

Gosto das coisas simples


Já me perdi tentado achar significado em tudo. No nascer do sol. Nas pessoas. Na vida. No mundo. Eu me agarro a soluções para entender a mim própria, porque no fundo, no fundo, eu escondo no coração os sentimentos que queria que fossem claros.

Eu sou feita de sonhos, os quais eu anseio em realizar. Sou feita de dúvidas. Sou feita de sentimentos escondidos dentro de mim. Sou feita de choros no interior e frieza no exterior.

Sou uma apaixonada por palavras, á procura de significados. Sou distraída. E vejo o mundo da minha maneira. Não quero parar por um instante nem fazer planos por alternativas. Tenho vontade de chorar, por todas as vezes a qual escolhi ser forte. Escrevo aquilo que eu prefiro não falar. Dou valor. Não acredito em amor. Nem em finais felizes.

Não faço questão que entendam o que sou, porque nem eu entendo. O tempo me mostra aos poucos, que eu estou me descobrindo e que minha pressa por descobri quem eu sou sozinha, não vale a pena.

Mas eu gosto de pessoas inteiras. Pessoas de verdade. Daquele tipo que dão abraços apertados, carinhos inesperados, que desejam o melhor, que só querem conversar. Não importa se seja amor ou amizade.

Pessoas vazias me dão mais tédio que domingo a tarde. E por mais que eu saiba que algum dia, alguém vai tentar roubar todos os meus segredos que guardo no coração, que seja da forma mais verdadeira e que seja simples. Me faça rir. Que não me faça mergulhar entre esperanças mal planejadas nem que antecipe nada.

E que eu possa finalmente dizer que caí por um olhar, que se encontrou com o meu. Eu não sei se quero alguém por perto. Mas se o destino finalmente se resolver, que seja natural, que não tente me agradar por tudo, que me diga a verdade, que me entenda e me ajude a me entender. Sem me sentir idiota por acabar de te contar uma piada ruim ou tropeçar pela rua, porque esse é meu jeito.

Eu não sei o que quero, então peço que não me pergunte se eu estou pronta. Porque eu ainda tento juntar as palavras e criar um significado.

Não faço questão que entenda. Mas gosto de coisas simples, porque de complicada já basta eu.


3 comentários / COMENTE TAMBÉM

  1. "Gosto de coisas simples, porque de complicada já basta eu."
    Que texto lindo! A leitura foi super rápida, cheia de significado. Adorei.
    Beijo.

    samarices.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa adorei seu textoo inspirador *--*
    Parabens pelo cantinho venha me fazer uma visitinha tb
    http://maniasdeeve.blogspot.com.br/
    bjoka da Eve

    ResponderExcluir
  3. Texto muito lindo de verdade, tento entender o significado das coisas, e acho que no fundo, no fundo acredito em finais felizes, gente que me faz rir me conquista cem vezes mais, pessoas vazias... não existe coisa pior, o ser humano é complicado.

    yeah-dreamhigh.blogspot.com

    ResponderExcluir