dezembro 02, 2014

Terapia da música


Quando acontece alguma coisa na minha vida que não seja uma das melhores, eu ponho o fone de ouvido no máximo e esqueço o mundo. Desculpa otorrinolaringologistas, mas música baixa não tem o mesmo efeito.

Tenho playlist no celular pra cada coisa, quando estou feliz costumo ouvir a ''Pra dançar e cantar'', quando estou triste ouço a ''Carry on'', em dias normais ouço a ''Os dias sem graça'', além das que eu tenho antes de ir para uma festa, pra praticar esportes, voltando pra casa...

O negócio é que eu coloquei a música em todas as partes da minha vida, e tenho certeza de que não sou a única que faz isso. Meu amor pela música veio da identificação que tive com a letra de algumas músicas, ou porque algumas simplesmente não me deixam ficar parada e começo a dançar não importa o lugar. 

Em dias tristes, escolhemos aquela playlist com as músicas mais lentas e com letras mais ''destruidoras de corações''. Mas nos sentimos melhor, conseguimos ajeitar as ideias e pensar de forma mais clara. 

Tanto que existe um curso chamado musicoterapia, que utiliza a música pra facilitar o relacionamento, aprendizado, expressão, comunicação. Alguns álbuns de cantores famosos fizeram tanto sucesso justamente por se tratar de músicas com melodias lentas e letras que falavam sobre desilusões amorosas, por exemplo.

Vim compartilhar com vocês uma playlist com músicas que normalmente ouço nos dias tristes e pra me sentir melhor:

3 comentários / COMENTE TAMBÉM

  1. Faço minhas as suas palavras, eu também tenho uma playlist pra tudo nessa vida, inclusive uma ~para dormir~hahahaha. Musicoterapia é um curso lindo, eu pretendo estudar quando me graduar em psicologia, quero unir as duas coisas.
    Beijo

    www.blogrefugio.com

    ResponderExcluir
  2. Música é vida!
    Linda, grava o vídeo mostrando seus materiais escolares ou o que você carrega na mochila da escola.

    ResponderExcluir
  3. Linda, faz um vídeo mostrando o seu celular e suas capinhas por favor!! <3

    ResponderExcluir