abril 13, 2016

Que tenham flores


Sempre gostei de flores. A minha preferida é margarida. Eu gosto do contraste entre as pétalas e o miolo. O amarelo forte e o branco tão claro. Toda vez que passo na floricultura perto da minha casa, fico alguns segundos admirando beleza tão singela.

Se juntassem todas as fotos que tenho de flores, não caberia em apenas um álbum. Mania de criança. Quando menor, fotografava diferente tipos e esperava algum dia que criaria uma enorme campanha pra incentivar as pessoas a protegerem a natureza, apenas lhes mostrando quanta beleza existe numa pequena flor.

E não apenas pela simples capacidade de admira-las, as flores renovam o sentimento.

“Trouxe estas pra você. São suas preferidas”

E o corpo se enche de amor. A alma se renova. O coração acalentado, trasborda de alegria. Tanto significado naquele pequeno vaso, naquelas cores, no aroma e na textura aveludada de uma flor.

A importância são se dá pelo tamanho ou pelo custo. Se dá pelo que provoca internamente dentro de nós. Se dá pelas batidas mais fortes no peito, e o sorriso involuntário que surge no rosto.

E que seja assim. Para onde for, que tenham flores.

Por onde for, que vença o amor pelo simples.

Nenhum comentário

Postar um comentário