outubro 19, 2016

Filmes pra pensar sobre o futuro

A possibilidade de descobrir o futuro e se imaginar nele é sempre algo tentador. Talvez esta seja a razão para o grande sucesso entre filmes de ficção científica: mexer com nossas concepções e nos questionar. 

É imaginar o futuro para conseguirmos modificar nossas concepções e erros no presente. Sendo assim, cada vez mais os filmes de ficção científica demonstram um futuro com escassez de recursos naturais, ainda mais desigualdades sociais, destruição e mortes. 

É nosso papel mudar a realidade. 

Doze macacos
(Twelve Monkeys)
Diretor: Terry Gilliam  •  Gênero: Ficção científica, suspense  •  Ano: 1996
Em 2035, James Cole aceita a missão de voltar ao passado para tentar decifrar o mistério sobre um vírus que matou grande parte da população do mundo. Ao voltar é tomado como louco e tenta provar sua sanidade a médica Kathryn Railly, que é sua esperança para salvar o futuro. É um filme que me fez pensar sobre as atitudes negligentes da população acerca de temas de escassez de água, vírus perigosos, destruição da natureza e tudo que leva a nossa própria extinsão. É apenas em momentos estremos em que nos damos conta da realidade e pensamos como poderíamos ter feito diferente. Doze Macacos é perfeito para nos lembrar que devemos agir agora para que não nos arrependamos no futuro.


Gattaca-Experiência genética
(Gattaca)
Diretor: Andrew Niccol  •  Gênero: Ficção Científica • Ano: 1997

O filme se passa em um futuro no qual os seres humanos são criados geneticamente em laboratório com todas as preferências dos pais. As pessoas concebidas biologicamente são chamados de "inválidas". Vicent Freeman é um "inválido" que consegue um emprego numa corporação, mas vai precisar esconder, a qualquer custo, a sua verdadeira origem. Gattaca demonstra uma ficção não distante de se tornar uma realidade. Cada vez vemos mais avanços no campo da genética, que nos trás o questionamento: onde iremos parar? Podemos ter o poder de criar vidas perfeitas?


Expresso do Amanhã
(Snowpiercer)
Direção: Joon-ho Bong   •  Gênero: Ficcção científica, Drama  •  Ano: 2015
Depois de um experimento para impedir o aquecimento global falha, uma nova era do gelo toma conta do planeta terra. O pequeno grupo que sobreviveu agora vive a borda de um imenso trem chamado Snowpiecer. Os vagões do trem dividem as pessoas em classe sociais, onde os mais pobre encontram-se no último vagão, vivendo em condições extremamente precárias. O Expresso do Amanhã demonstra um determinismo extremo, que não está longe da nossa realidade atual. Dessa forma, os ricos não enxergam além de si próprios e os pobres não conseguem enxergar além da sua própria classe. Cria-se, assim, uma ideia maniqueísta da massa contra o sistema. 

Avatar
(Avatar)
Diretor: James Cameron  •  Gênero: Ficção científica, Aventura  •  Ano: 2010 
No filme, Jake Sully é selecionado para participar do programa Avatar, em que viaja para Pandora, um planeta distante em que se encontra diversas formas de vida desconhecidas. O local é lar dos Na'Vi, seres humanóides que possuem uma conexão muito forte com a natureza local. Jake encontra, então, Neytiri, uma Na'Vi que o serve de tutora para sua ambientação na civilização alienígena. Apesar das milhares de críticas que ouvi acerca dos diálogos rasos e clichês, Avatar me fez sim, pensar em algo importante: a natureza destrutiva e violenta do ser humano. Hoje, com todos os problemas de aquecimento global sempre ouvimos a buscar por um outro planeta semelhante a terra, já que ao invés de cuidarmos do que vivemos, passamos a procurar por outro para explorar. Avatar mostra como o ser humano se considera um gigante mesmo diante toda a imensidão da natureza e das forças externas.

Um comentário / COMENTE TAMBÉM

  1. Adorei as dicas, me interessei pelo Doze Macacos e expresso do amanhã. Avatar eu assisti mas nunca curti muito.
    madrugadaestrelada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir