Não sabemos explicar muitas coisas.

Durante o passar dos anos, nos desafiamos a descobrir e de fato, descobrimos coisas, desvendamos mistérios e arranjamos soluções para alguns problemas. Acabamos pensando que sabemos muito, mas na verdade, sabemos pouquíssimo.

Dentro das milhares de coisas que descobrimos, ainda existem trilhões de outras sem explicação. É uma bola de neve que só cresce. E isso não é tudo. Descobrimos porque o céu é azul, porque a água evapora, porque sangramos, mas não sabemos ao certo cada detalhe sobre isso. 

Sabemos porque sentimos, porque amamos, mas assim como os maiores mistérios do mundo, não sabemos porque amamos quem amamos.

Certas vezes, encontramos alguém legal, com qual gostaríamos de passar o tempo. É alguém agradável e interessante, mas que com o decorrer dos dias, já não nos parece ser o mesmo.

Em outras vezes, mais raras, encontramos pessoas com qual gostaríamos de passar a vida. São pessoas que incentivam um mistério gigantesco em nossas vidas já que não conseguimos nunca dizer porque elas, aquela única pessoa, consegue mudar toda nossa vida, todo nosso olhar, todo nosso coração.

Elas podem ficar conosco por toda nossa vida, e nos acompanhar em cada nova etapa, ou podem durar uma estação ou duas, mas qualquer pouco tempo já é suficiente para permanecerem em nossa alma durante toda nossa eternidade.

Qualquer segundo junto com esse amor já é o bastante para modificar todo um ser. Por ele, estamos dispostos a arriscarmos todas nossas certezas. Por ele, ficamos sem palavras e deixamos o coração agir por si só. Fecham-se os olhos e somos capazes de senti-lo dentro de nós. Esse amor é a felicidade de ter alguém que, não veio para completar as partes que faltam em você ou te fazer inteiro, mas sim, acrescentar em sua vida os melhores sentimentos do mundo.

Talvez, dentro dos mistérios do mundo, o amor seja um dos maiores.   

Postar um comentário

Contact

Instagram

© Maggie, yeah!
Design by The Basic Page